Escolha como você quer se comunicar conosco:

Blog Master Imóveis

Imobiliária em Passo Fundo

Saiba quais diferenciais o imóvel traz para a rentabilidade do seu investimento

Saiba quais diferenciais o imvel traz para a rentabilidade do seu investimento Fatores como Taxa Selic baixa deixa acesso ao crédito para compra de imóveis mais fácil e, ao mesmo tempo, reduz rentabilidade de outros fundos, fazendo com que o aluguel se torne atrativo

Em momentos de crise ou de incertezas quanto ao futuro, como o que vivemos em razão da pandemia da Covid-19, a tendência das pessoas é de se retraíram e evitarem grandes investimentos. No entanto, esse período não precisa ser de inatividade completa. Uma boa dica é analisar os melhores cenários para o pós-pandemia e escolher a opção mais vantajosa para investir, afinal, a vida continua.

Nesse contexto, um dos setores considerados uma ótima aposta para o pós-pandemia, tanto em cidades maiores quanto para pequenas ou médias, como é o caso de Passo Fundo, é o imobiliário. Confira por quê?

Primeiro, o setor imobiliário traz segurança e estabilidade. Investir em imóveis é sinônimo de solidez no Brasil, porque os imóveis sofrem muito pouco com a volatilidade trazida pelas crises, que, aliás, são muito corriqueiras no país.

Segundo, a rentabilidade da locação, no atual cenário de Taxa Selic baixa, alcança percentuais muito competitivos. Com a Taxa Selic estando no patamar de 3% ao ano e com fortes perspectivas de ser novamente reduzida neste mês na próxima reunião do Comitê de Política Monetária, a rentabilidade de outras aplicações como título público, CDB e fundos com rentabilidade vinculada ao CDI, terão rendimento próximo a zero, descontando a inflação.

Enquanto isso, a rentabilidade do aluguel está, em média, na casa de 0,6%, podendo variar entre 0,3% a 1% do valor do imóvel dependendo do tipo e da localização. Outra vantagem do aluguel, é que ele é reajustado com base em índices que consideram a taxa de inflação, como o IGP-M. Apesar da inflação estar baixa nesse momento, na retomada econômica a tendência é de elevação, ainda mais com a quantidade de liquidez, ou seja, dinheiro disponibilizado pelo Banco Central, para movimentar a economia, como analisa Florian Bartunek, CEO da Constellation Investimentos.

Além disso, na visão do vice-presidente da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário de Goiás, Fernando Razuk, as baixas taxas de juros serão uma forte tendência em todo o mundo, já que juros baixos auxiliam na retomada da economia, o que será o grande objetivo de todos os governos no pós-pandemia.

Crédito facilitado para aquisição de imóveis
Nesse ponto entra o terceiro fator importante para se investir em imóveis e angariar rentabilidade a partir do aluguel. Conseguir crédito para compra de casas ou apartamentos está mais barato neste momento, justamente pela baixa da Taxa Selic.

Como já destacamos aqui no blog, a Taxa Selic tem impacto direto no mercado imobiliário, porque ela interfere no custo para a oferta de crédito, principal fonte de recursos de quem compra imóveis no país. Com uma taxa de juros baixa – a menor da história, diga-se de passagem – o valor das parcelas do financiamento imobiliário é mais baixo e muito mais atrativo para investidores. Em resumo, o momento atual é muito bom para a compra de um imóvel.

Em quarto lugar, o mercado imobiliário tende a ter fortes valorização após as crises no Brasil. De acordo com Alex Frachetta, CEO e Founder da APTO, depois da crise de 2008, o mercado imobiliário brasileiro viveu um dos seus momentos mais promissores.

O dado é corroborado a partir do levantamento feito em 54 países pelo Banco de Compensações Internacionais (BID, na sigla em inglês) que funciona como uma espécie de banco central dos bancos centrais, que mostrou uma valorização imobiliária no Brasil de 121% nos cinco anos posteriores a 2008. Além disso, conforme o mesmo levantamento, entre 2008 e 2011 o percentual anual de valorização imobiliária foi superior a 20% no país.

Já mais recentemente, especificamente em 2019 e no início de 2020, o mercado brasileiro estava caminhando muito bem e com muitas expectativas positivas quanto ao futuro, também na esteira do pós-crise que iniciou em 2014.  

Por último, o mercado imobiliário representa um dos pilares da economia, com altíssimas ofertas de emprego e impacto significativo no Produto Interno Bruto (PIB). Por conta disso, a tendência de haver pacotes de estímulos para o setor é grande, no processo de retomada da economia capitaneado pelos governos.

É por esses motivos que o mercado imobiliário é uma ótima aposta para investimentos e com uma rentabilidade futura bem atrativa. Para saber mais e ver algumas opções para você investir, dê uma conferida em nosso site.
 




Usamos cookies para personalizar e melhorar a sua experiência. Ao navegar neste site, você concorda com a nossaPolítica de Privacidade