Blog Master Imóveis

Imobiliária em Passo Fundo

Taxa Selic tem nova baixa e atinge marca histórica

Taxa Selic tem nova baixa e atinge marca histricaNa esteira do anúncio efetuado pelo Copom nesta quarta-feira, instituições bancárias também anunciaram redução da taxa de juros de diversas linhas de crédito, em especial, as voltadas para o setor imobiliário

Em reunião ocorrida nesta quarta-feira (5) o Comitê de Política Monetária (Copom) cortou em 0,25% ponto percentual a Taxa Selic. Com isso, o Brasil atinge um novo recorde de baixa e firma sua taxa básica de juros em 2% ao ano.

A medida impacta de forma direta o mercado, em especial o imobiliário, já que a Taxa de Juros Selic é parâmetro para a estipulação dos juros de diversas linhas de crédito oferecidas pelas instituições financeiras de todo o país.

Inclusive, logo após ao anúncio do Copom, alguns bancos já comunicaram reduções em suas taxas em diversas linhas. É nesse ponto que o mercado imobiliário se sobressai, porque o financiamento imobiliário é considerado um dos que possui baixa inadimplência, tendo preferência nas reduções de juros pelas instituições, ante aquelas linhas com risco mais alto.

Entre os bancos que anunciaram cortes já nesta quarta-feira, esteve o Banco do Brasil, que reduziu sua taxa mínima do financiamento imobiliário de 6,99% para 6,59%.

Espaço para mais baixas
No cenário econômico, os analistas já projetavam essa baixa na Taxa Selic anunciada no meio desta semana. No entanto, chamou a atenção o comunicado efetuado pelo Copom, que abriu margem para possibilidades de novos cortes nos juros na próxima reunião que acontece em meados de setembro. No entanto, a nova baixa não é unanimidade entre os analistas. O mais esperado é uma tendência de estabilização no percentual da Taxa Selic até o fim do ano.

Ainda conforme o comunicado do Copom, os principais fatores que embasaram essa nona redução da taxa básica de juros do país e o alcance de patamares históricos, são a baixa inflação e a necessidade de estimular a economia, ante a crise provocada pela pandemia de Covid-19.

Impacto no mercado imobiliário
Para o mercado imobiliário, o principal impacto da decisão é sobre os juros das operações de crédito. Como a Taxa Selic é usada como base para a definição da taxa de juros da maioria das operações, quanto mais baixa, a tendência é de que menores serão os custos para realizar um financiamento, a exemplo do anúncio efetuado pelo Banco do Brasil.

Além disso, isso estimula o setor que já vem tendo resultados positivos, e contribuindo para a recuperação econômica do país. Outro impacto no mercado imobiliário, é nos rendimentos sobre investimentos. Isso acontece, porque, assim como a Selic é usada como base para a definição dos juros, ela também é tomada como base para a maioria dos fundos de investimento. Logo, se ela está baixa, os rendimentos também diminuem, o que torna o aluguel mais atrativo e até mais rentável, quando comparado com os principais fundos existentes no mercado atualmente.

Para saber mais, acesse masterimoveis.imb.br e confira os melhores imóveis da cidade de Passo Fundo para você aproveitar essa oportunidade e investir bem.
 




Usamos cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência. Ao navegar neste site, você concorda com a nossa Política de Privacidade.